Folha do ES
Sex, 1 de Jul

Home   Política     Espírito Santo


Vereador é cassado em sessão marcada por tumulto e agressão no ES

Vereador é cassado em sessão marcada por tumulto e agressão no ES

  Por Redação

  27.abril.2022 às 20:02

O mandato do vereador Lucas Recla (PSL) foi cassado após o tumulto na sessão extraordinária dessa terça-feira (26), em João Neiva, o presidente da casa Glauber Tonon (Republicanos) e a auxiliar administrativa Bruna Gabrieli desseram ter sigo agredidos pelo ex parlamentar.

Na manhã de hoje, os agredidos foram até a delegacia da cidade registrar a ocorrência. "Houve essa confusão e nessse tempo ele (Lucas Recla) jogou um copo de água na minha cara. A família dele veio para cima de mim, para me agredir, e tomei um soco na cara do padrasto dele", disse o Presidente.

Lucas Recla

O vereador admitiu ter jogado água na cara do presidente, mas afirma legítima defesa. "Se tivesse chegado ás vias de fato a polícia interviria. No momento, o presidente veio pra cima de mim, me agrediu com palavras, e eu joguei água nele. Uma assistente administrativa entrou no meio e tentou separar a situação. não sei se foi sem querer, ela colocou a mãono rosto e no meu pescoço. Ela disse que foi agredida, mas os policiais falaram que o que ocorreu foi normal, por causa do tumulto", disse.

Cassação do Mandato

A cassação foi por quebra de decoro, o processo foi aberto porque, segundo o presidente, o vereador Lucas Fecla afirmou que havia uma organização criminosa entre os vereadores, mas não apresentou provas. Ainda segundo o presidente da casa, não é a primeira vez que o vereador comete desrespeito na hora da votação. Simone Dentista (Progressista) foi a única parlamentar que votou contra a cassação.


Fonte: Folha do ES com informações A Gazeta

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.