Folha do ES
Sex, 1 de Jul

Home   Política     ELEIÇÕES 2022


Erick Musso pretende erradicar a pobreza e diz que Governo é "analógico"

Erick Musso pretende erradicar a pobreza e diz que Governo é "analógico"

Veja na íntegra a entrevista do pré-candidato a governador do ES. "Peço uma oportunidade para avançar em um novo tempo", disse.

  Por Jackson Rangel Vieira

  22.junho.2022 às 11:30Atualizado em 22.junho.2022 às 16:36

O presidente da Assembleia Legislativa e pré-candidato a governador do Estado, Erick Musso (Republicanos) foi entrevistado ontem no Portal da FOLHA DO ES e destacou suas ideais, entre elas, a "completa erradicação da fome no solo capixaba" . Enfatizou que o "um Governo não pode ser orgulhar de ser no Nota A pelo Tesouro Nacional e ser nota Z em cuidar das pessoas".

Não deixou de lembrar sobre as deficiências do Governo no mínimo: "Um Governo que não consegue retirar carteira de identidade para o capixaba, não terá competência para fazer nada pelas pessoas em nenhuma área. Um Estado em que os capixaba não conseguem falar no celular é porque tem um Governo analógico. O Espírito Santo carece de uma gestão moderna e inovado."

Quando colocado como um aliado da base antes de ser pré-candidato, Erick Musso esclareceu que sempre, como presidente da Assembleia por três mandatos, manteve "uma relação institucional com o Executivo e com todas as demais instituições. Minha responsabilidade foi e sempre será como presidente de um Poder colocar os interesses do Espírito Santo acima dos interesses pessoais, mesmo discordado do modelo de gestão como aqui destacamos", assinalou.

Sobre a condição de Sérgio Meneguelli, ex-prefeito de Colatina-ES, que foi de encontro ao estatuto e pensamento do partido ao dizer que não tem nada de "conservador", Erick reconheceu o fato, mas que a situação dele "está nas mãos da nacional", O ex-prefeito pode ter negada sua candidatura a qualquer cargo pelo Republicanos que emitiu nota à época da sua declaração. "A Nacional vai decidir", disse

Em relação ao quadro eleitoral, Erick colocou que tem dificuldades de conversar com dois personagens da disputa: o governador Renato Casagrande (PSB) e com o senador Contarato (PT), ambos até o momento pré-candidatos a concorrer o mesmo cargo.

VEJA NA ÍNTEGRA A ENTREVISTA:


Fonte: folhadoes.com

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.