Folha do ES
Qua, 5 de Out
Nova logo da LEIA Pesquisa

Home   Política     ELEIÇÕES 2022


ELEIÇÕES 2022/ES: Capitão Sousa defende uma "classe trabalhadora revolucionária"

ELEIÇÕES 2022/ES:  Capitão Sousa defende uma "classe trabalhadora revolucionária"

O candidato ao Governo do ES enfatiza que o atual sistema política não atende a população brasileira e nem capixaba.

  Por Jackson Rangel Vieira

  16.agosto.2022 às 16:22Atualizado em 17.agosto.2022 às 17:10


O mineiro adotado pelos capixabas, Capitão Vinícius Sousa (PSTU), 38 anos, disse que decidiu disputar o Governo do Estado para "contribuir para a organização das massas populares na luta contra um sistema econômico e político que toma as nossas riquezas e explora os trabalhadores, pouco entregando às nossas família além de desemprego, miséria e fome", enfatiza.

Ele é o mais novo candidato ao governo no pleito em curso. "Eu sou militante de uma organização politica chamada "Revolução Brasileira" que faz uma parceria com o Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU). O partido e o movimento entenderão que o meu nome é momento o mais adequado para cumprir essa missão de agitação das massas"

REVOLUÇÃO

Segundo o Capitão, a classe trabalhadora está desorganizada e será preciso um programa socialista para criar uma condição de luta favorável aos trabalhadores. A reforma trabalhista, que é uma contra reforma, precarizou a vida do peão. A revolução da qual me refiro não é imposição com armas, mas convocar o povo na rua para impor um novo sistema com a queda do atual. Defendo o fim das classes e a igualdade para todos."

Caso vencendo as eleições, o Capitão enfatizou a necessidade de plebiscitos e a massa na rua para ditar os rumos nas grande decisões. Esta é a verdadeira democracia. Hoje, os governantes não consultam a população. Consultam apenas quatro setores burgueses: Os banqueiros; Latifundiários; Multinacionais do Comércio; e a burguesia industrial remanescente.

Nenhum dessas pautas imputadas aos esquerdistas liberais, como aborto, legalização da maconha, opressão de gênero, entre outros, nem deve ser criminalizado. Quanto à liberdade de expressão, sou contra a censura tanto pelo Estado quando pela elite que comando conglomerados de veículos de comunicação. O jornalista precisa de liberdade plena", assinalou.

Perguntado se conversaria com alguns candidatos em caso de segundo turno, principalmente, o Capitão Sousa foi taxativo: "com nenhum deles. Todos representam o mesmo projeto de privatização de nossas riquezas. São o mesmo prato com temperaturas e temperos diferente, com o mesmo conteúdo. Existem apenas dois projetos: o do classe dos ricos e políticos e o projeto da classe trabalhadora".


10 PRINCIAIS PROPOSTA DO CANDIDATO

- assumir o Porto e a BR 101, retomar a Rodosol e a ES Gás, e garantir que a riqueza do Banestes e da CESAN sejam 100% do povo

- superar o sistema político tradicional, e reduzir o número de municípios de 78 para 10

- lutar pelo pequeno agricultor e pelo meio ambiente, comprar a produção e fazer a reforma agrária para acabar com o latifúndio e garantir direito à terra

- garantir que as grandes decisões sejam por plebiscito (voto popular)

- fazer o plano de obras para gerar trabalho na construção de moradias, escolas, hospitais e refeitórios populares, vencendo o sofrimento, o desemprego e a fome

- aumentar a rede de hospitais e especialidades nas regiões, e dar toda importância à saúde mental

- transformar o transporte público, acabando com concessões a empresários, e fazer a tarifa zero por etapas

- valorizar o servidor, com piso salarial e plano de carreira

- transformar as polícias com carreira única, gestores eleitos pelos policiais, chefes locais escolhidos pela comunidade. Simplificar a prevenção e a investigação, e tratar o tema das drogas como questão de saúde

-, e criar a Universidade Estadual com acesso livre, sem vestibular




Fonte: folhadoes.com

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.