Folha do ES
Sex, 19 de Ago
Banner - A FOLHA JÁ SABIA

Home   Política     Denúncia


Vice-governadora se recusa a fazer bafômetro e assessor é exonerado

Vice-governadora se recusa a fazer bafômetro e assessor é exonerado

Após festa de aniversário, todos tinham consumido bebida alcóolica, inclusive a vice governador Jacqueline de Moraes. Ela postou foto no Instagram a lado do marido (E) e dos anfitriões.

  Por Jackson Rangel Vieira

  24.junho.2022 às 01:58Atualizado em 26.junho.2022 às 12:18

No dia 4 de junho, uma comitiva da vice-governadora, Jacqueline de Moraes (PSB), com alguns assessores, além do marido dela, Adilson Avelina, participou de uma aniversário em Jacaraipe, Município da Serra, no espaço nome Agazeh. Após o evento social foi constrangedora a postura da segunda maior autoridade do Governo do ES. Ela se recusou a fazer o teste do bafômetro, na unidade da Polícia Militar de Manguinhos. Deu carteirada.

O aniversariante, Eduardo Gomide, saiu no registro da conta vice-governador no Instagram, porém nem deve saber do fato e nada tem a ver com a descompostura de Jacqueline de Moraes. O polícia Militar, que tem sua identidade preservada, parou o veículo oficial da vice-governadora e fez abordagem padrão. Ela se recusou, quando solicitada, a fazer o teste de grau de álcool no organismo.

"Respeite a governadora do Estado", bradou o marido ao policial que diante da recusa de fazer o teste de bafômetro ou até intimidado com o abuso de autoridade, deixou o carro oficial da vice governadoria seguir. A consequência sobre para o seu assessor especial, Eduardo Meireles, que, também parado pelo mesmo policiamento, foi flagrado pelo bafômetro, recebendo as sanções equivalentes à infração. O relatório da PM disponível foi genérico sobre o apanhado geral dos incidentes daquela madrugada do dia 5.

O comportamento da vice tem se constituído constrangimento para o Governo e para os contribuintes. Pressionada na tentativa de abafar o caso, ela exonerou no dia 21, o referido servidor lotado no seu gabinete, algo incomum há menos de 100 dias das eleições. Jacqueline é pré-candidata a deputada federal. O caso, possivelmente, terá desdobramento, pois o nome dela foi omitido na ocorrência.

O fato virou comentário dentro do próprio Palácio Anchieta de forma pejorativa e com perplexidade.

OCORRÊNCIA - CLIQUE AQUI


Fonte: folhadoes.com

Comentários Facebook


Enquete


Nos dias de hoje, quem deve paga a conta de um jantar de encontro?

  Votar   Ver resultado

Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.