Folha do ES
Seg, 25 de Mar
SESAN - VIOLÊNCIA CONTRA MULHER

Home   Política     Brasil


Caso Marielle: PM acusado deixou rastros no histórico de busca na internet

Caso Marielle: PM acusado deixou rastros no histórico de busca na internet

Foram encontradas provas do envolvimento de Lessa em arquivos que ele armazenava na nuvem.

  Por Redação

  12.março.2019 às 14:44

Lessa fazia pesquisas sobre a submetralhadora MP5, possivelmente utilizada no crime, e sobre a vida e locais que Marielle frequentava, havia também, buscas pelo deputado Marcelo Freixo, também do partido Psol. Foram encontradas provas do envolvimento de Lessa em arquivos que ele armazenava na nuvem.

Segundo as investigações, o celular usado foi comprado no CPF de outra pessoa, ele também trocava de celulares para despistar os registros de geolocalização.

A Divisão de Homicídios rastreou todos os números de celular que se conectaram a antenas próximas de onde o carro de Marielle passou na noite e 14 de março de 2018. No meio do percurso, uma tela de celular acendou dentro do carro que seguia Marielle, deste modo a polícia descobriu o exato local e horário que o telefone dos assassinos se conectou a uma antena da região.

A polícia teve acesso aos dados de Lessa a partir de uma triagem dos números de telefone obtidos pelas operadoras.


Fonte: Olhar Digital

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2019 Folha do ES. Todos os direitos reservados.