Folha do ES
Sáb, 19 de Jan

Home   Política     Brasil


Ministra de Bolsonaro diz que superou trauma de pedofilia

Ministra de Bolsonaro diz que superou trauma de pedofilia

Damares disse que sofreu abuso sexual quando era criança e que, aos dez anos de idade, pensou em cometer suicídio

  Por Redaçao

  15.dezembro.2018 às 11:43

Futura chefe do Ministério de Mulher, Família e Direitos Humanos, a pastora Damares Alves disse nesta sexta-feira (14) que superou o trauma de ter sido vítima de pedofilia.

Damares disse que sofreu abuso sexual quando era criança e que, aos dez anos de idade, pensou em cometer suicídio. Ela conta que mudou de ideia ao ver Jesus quando estava em cima de um pé de goiaba.

"As crianças têm amigos imaginários. Hoje os pais compram unicórnios para as crianças, que não existem. Eu, aos dez anos de idade, quando eu quis me suicidar, eu tive o meu amigo imaginário. Eu estava em cima de um pé de goiaba, eu ia tomar veneno, ia morrer. Era muita dor na alma por todos abusos que passei. E, quando estava em cima do pé de goiaba, não vi um unicórnio, não vi um amigo imaginário. Eu vi o que eu acreditava: Jesus", disse ela a jornalistas nesta tarde ao sair de reunião no CCBB (Centro Cultural do Banco do Brasil), sede do governo de transição.

Mais cedo, o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), criticou comentários relativos a um vídeo que circula em redes sociais no qual Damares conta ter visto Jesus.

"É surreal e extremamente vergonhoso ver setores da grande mídia debocharem do relato da futura Ministra Damares Alves sobre a fé em Jesus Cristo, que a livrou de um suicídio desejado por conta de abusos sofridos na infância. Lamentável!", escreveu o presidente eleito.


Fonte: BBC Brasil

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2019 Folha do ES. Todos os direitos reservados.