Folha do ES
Seg, 24 de Set
CIAC

Home     Polícia


Pastor matou os filhos por ascensão religiosa e financeira, diz juiz

Pastor matou os filhos por ascensão religiosa e financeira, diz juiz

Diz ainda que a intenção de George era usar as mortes do filho e do enteado em seu benefício

  Por Redação

  21.junho.2018 às 13:10Atualizado em 21.junho.2018 às 13:11

O texto da decisão do juiz André Dadalto, da 1ª Vara Criminal de Linhares, que determinou a prisão de Juliana Pereira Sales Alves, conta detalhes sobre as evidências obtidas pelo Ministério Público em conversas entre a pastora e o marido, Georgeval Alves Gonçalves.

O magistrado afirma que o casal buscava uma ascensão religiosa e visava aumentar a arrecadação da igreja liderada pelo pastor George, como é conhecido. Diz ainda que a intenção de George era usar as mortes do filho e do enteado em seu benefício.

“O acusado GEORGEV AL era líder da “Igreja Ministério Batista Vida e Paz” nesta urbe, conhecido como “Pastor George” e buscava, em parceria com a denunciada JULIANA, conhecida como “Pastora Juliana”, uma ascensão religiosa e aumento expressivo na arrecadação de valores por fiéis e, para essa finalidade, ceifou a vida dos menores Kauã e Joaquim para se utilizar da tragédia em seu favor.


Fonte: Redação da Folha do ES

Comentários Facebook




Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2018 Folha do ES. Todos os direitos reservados.