Folha do ES
Qua, 6 de Jul

Home   Polícia     Mundo


Mulher é encontrada morta em sofá onde esteve deitada 12 anos

Mulher é encontrada morta em sofá onde esteve deitada 12 anos

Vítima sofria de vários problemas de saúde e esteve vários anos sem sair de casa; os pais foram presos

  Por Redação

  05.maio.2022 às 13:18Atualizado em 05.maio.2022 às 18:49

Uma mulher de 36 anos foi encontrada sem vida, deitada num sofá onde teria permanecido durante 12 ou mais anos. Os pais da vítima foram detidos.

Sheila e Clay Fletcher, do Louisiana, nos EUA, foram detidos esta segunda-feira e acusados de homicídio em segundo grau pela morte da filha.

Segundo reportam os meios internacionais, Lacey Ellen Fletcher foi encontrada sem vida em 3 de janeiro.

A mulher sofria de uma doença chamada pseudocoma, também conhecida como Síndrome do Encarceramento, um distúrbio neurológico raro caracterizado por paralisia completa dos músculos voluntários, exceto aqueles que controlam os olhos.

Lacey teria sido deixada no mesmo sofá durante mais de uma década. Quando os paramédicos chegaram ao local, o corpo da mulher estaria quase fundido com a peça de mobiliário, tal era a quantidade de fezes e urina em que esta se encontrava presa, reporta o NY Post.

O xerife Jeffery Travis considerou que o caso em causa foi um dos mais chocantes com o qual lidou em toda a sua carreira. "Não se deixa ninguém morrer naquelas condições", disse.

Segundo os pais da vítima, ela sofria, também, de ansiedade e autismo, motivo pelo qual não saía de casa. Lacey não recebia assistência médica desde 2010. O advogado da família diz que Sheila e Clay passaram por muito sofrimento ao longos dos últimos anos e que a última coisa que desejam é poder fazer o luto da filha em privacidade.

O casal deverá incorrer numa acusação por homicídio em segundo grau, o qual inclui uma pena de prisão perpétua.


Fonte: Notícias ao Minuto

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.