Folha do ES
Ter, 28 de Jun

Home   Polícia     Mundo


Criança de 9 anos e adolescente de 17 são mortos a tiros no ES

Criança de 9 anos e adolescente de 17 são mortos a tiros  no ES

O crime aconteceu na noite desta quarta-feira (27) em Vila Velha. A menina de 9 anos brincava na rua quando foi atingida na cabeça. Já o adolescente, tentou se esconder dos disparos, mas foi perseguido pelos atiradores. Um jovem de 20 anos também foi baleado e está internado.

  Por Redação

  28.abril.2022 às 09:48Atualizado em 28.abril.2022 às 10:04

Uma menina de nove anos de idade e um adolescente de 17 foram mortos a tiros durante um ataque de criminosos ocorrido na noite desta quarta-feira (27) no bairro Ilha da Conceição, em Vila Velha, na Grande Vitória.

De acordo com informações repassadas à Polícia Civil por testemunhas, a criança, identificada como Kemilly Vitória Caldeira Santos, estava brincando na rua junto com outras crianças quando foi baleada na cabeça. A menina chegou a ser levada por moradores para o Hospital Estadual Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (Himaba), mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Já o adolescente de 17 anos, que se chamava Brenderson dos Santos Reis, foi levado para o Hospital Evangélico, onde também morreu após ter sido atingido pelos disparos. Pessoas que presenciaram o crime afirmam que o jovem tentou fugir dos criminosos. Ele correu e se escondeu debaixo de um carro. No entanto, os atiradores o perseguiram, se abaixaram e atiraram contra ele.

Um outro jovem, de 20 anos, também foi baleado nas costas durante o ataque. O pai dele contou que o rapaz havia ido até uma lanchonete para comprar pasteis quando foi atingido na região das costas. Ele está internado no Hospital Antônio Bezerra de Faria, também em Vila Velha.

Ataque armado

O ataque aconteceu na rua Etero Fabri, em Ilha da Conceição, na Grande Santa Rita. Moradores relataram à polícia que os atiradores chegaram em um carro branco. Dois homens desembarcaram no início da rua e começaram a disparar, provocando uma correria. Cápsulas de calibre 9 milímetros ficaram espalhadas pelo local.

Segundo testemunhas, os ataques na região têm ocorrido com frequência e os moradores são os principais alvos da violência.

O g1 entrou em contato com a assessoria da Polícia Civil para obter mais informações sobre o caso e não havia obtido retorno até a última atualização desta reportagem.


Fonte: G1

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.