Folha do ES
Sex, 19 de Ago
Banner - A FOLHA JÁ SABIA

Home   Polícia     Espírito Santo


'Meu filho tinha ido cortar o cabelo', diz mãe de jovem morto em ação de guardas no ES

'Meu filho tinha ido cortar o cabelo', diz mãe de jovem morto em ação de guardas no ES

Guarda Municipal de Vila Velha divulgou que ele estava armado. Familiares dizem que o jovem não tinha arma. Três ônibus foram incendiados em protesto contra a ação da Guarda.

  Por Redação

  30.junho.2022 às 16:47

Um jovem de 18 anos morreu em um confronto com guardas municipais, na noite desta quarta-feira (29), no bairro Cobi de Cima, Vila Velha, na Grande Vitória, segundo a Guarda. A família dele contesta essa versão.

Três ônibus foram incendiados em protesto contra a ação da Guarda.

De acordo com a Guarda, o jovem estava armado.

A mãe e a irmã de Eduardo Pereira Martins, que preferiram não se identificar, deram uma versão diferente da divulgada pela Guarda. Segundo as familiares, o jovem não estava armado e saiu para cortar o cabelo.

"Meu filho tinha ido cortar o cabelo e, quando ele estava voltando, os policiais da guarda municipal mandaram ele parar. Ele levantou a mão, o celular dele caiu e quando ele foi abaixar, ele tomou um tiro. Eles tiraram a vida do meu filho. Meu filho não estava com arma, não estava com nada", contou a mãe do jovem.

O que diz a Guarda

O Secretário Municipal de Defesa Social e Trânsito de Vila Velha, tenente-coronel Geovanio Silva Ribeiro, explicou que uma equipe da Guarda estava fazendo patrulhamento no bairro quando os agentes viram um homem correndo. Eles acharam que era uma tentativa de fuga e alertaram outros guardas.

"Uma guarnição visualiza um indivíduo correndo, imagina que poderia ser uma fuga, informa as características desse indivíduo para conseguirem localizá-lo e começam a fazer uma varredura. Como é uma área com escadas, eles fazem isso a pé e conseguem visualizar o indivíduo. Esse indivíduo estaria mexendo, de cabeça baixa, no celular dele. Quando eles vão se aproximando, há um terceiro indivíduo que, esse sim, estaria armado e aproximando na direção desse mexendo no celular", disse.

O jovem que estaria armado, segundo a Guarda, era Eduardo. O secretário cotou que, a partir disso, os guardas deram voz de abordagem a ele, que teria apontado uma arma contra a equipe. Por isso, eles dispararam contra Eduardo, que ficou caído na escadaria.

A corporação disse que jovem morto tinha quatro mandados de prisão em aberto.

Segundo o secretário, um outro homem pegou a arma que estaria com o jovem e fugiu.

Ônibus incendiados

Após o confronto, três ônibus foram incendiados, dois deles no bairro Jardim América, próximo a Cobi de Cima. O itinerário de alguns coletivos precisou ser alterado e algumas linhas foram suspensas.

Um vídeo mostra o momento em que vários homens pararam um dos ônibus ordenando que o motorista parasse. Um deles jogou um objeto contra o coletivo e os passageiros desceram. Em outro vídeo, um ônibus aparece pegando fogo.

Jovem morreu em confronto com guardas e 3 ônibus foram incendiados em Vila Velha

Moradores correram assustados e chamas no meio da pista impediam a passagem de veículos.

A Polícia militar foi acionada e, durante a confusão, um jovem foi algemado por atear fogo em pneus.

Ônibus foram incendiados após morte de jovem em Vila Velha — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Ônibus foram incendiados após morte de jovem em Vila Velha — Foto: Reprodução/TV Gazeta


Fonte: G1

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.