Folha do ES
Qua, 30 de Nov

Home   Polícia     Espírito Santo


Suspeitos são presos por morte de casal no Espirito Santo

Suspeitos são presos por morte de casal no Espirito Santo

A Filha de 6 anos das vítimas foi retirada de quarto por assassinos.

  Por redação - HF

  24.novembro.2022 às 09:29Atualizado em 24.novembro.2022 às 09:36

Durante uma operação neste domingo (20), foram presos três suspeitos de executar um casal com mais de 50 tiros na Serra, em Maringá, na Grande Vitória. Na ocasião, a filha das vítimas, de 6 anos, foi retirada do quarto pelos assassinos. Segundo a polícia, um quarto criminoso ainda está foragido.

A prisão dos suspeitos aconteceu no bairro Chácara Parreiral, no mesmo município. Com o trio a polícia apreendeu dinheiro, munição, armas e drogas.

A operação foi coordenada pela Polícia Civil do Espírito Santo, por meio da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Serra.

Os presos

Segundo o titular da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa da Serra, delegado Rodrigo Sandi Mori, os homens presos são de alta periculosidade para a sociedade.

"A prisão dos indivíduos interrompe uma sequência de homicídios que estava ocorrendo na Serra e impede que outros assassinatos corram, haja visto que esses indivíduos tinham uma lista de traficantes para matar no bairro Maringá, Jardim Carapina e Central Carapina" disse o delegado.


 Wesley Magno Uchoa Braz, conhecido como Neném da Preta de 34 anos; Pedro Corttes Falcão, conhecido como Pedrinho de 31 anos e Igor Corrêa Gonçalvez da Silva, conhecido como Playboy de 26 anos são suspeitos de assassinato de casal em Maringá — Foto: Polícia Civil/Divulgação


Os presos apontados por envolvimento na execução do casal em Maringá foram Wesley Magno Uchoa Braz, de 34 anos, conhecido como 'Neném', Pedro Corttes Falcão, de 31 anos, conhecido como 'Pedrinho' e Igor Corrêa Gonçalves da Silva, de 26 anos, conhecido como 'Playboy'.

Segundo a Polícia Civil, Wesley era chefe do tráfico de drogas no bairro Chácara Parreiral e estava foragido desde maio de 2022. Já Pedro, havia saído do presídio recentemente e tentava retomar o controle do tráfico de drogas em Maringá.

A polícia informou que durante a operação de domingo, Pedro Cortes tentou fugir do local e trocou tiros com os militares. O suspeito foi baleado e levado para um hospital sob escolta.

O suspeito também é investigado pelo homicídio que aconteceu no dia 16 de novembro em Jardim Carapina, no mesmo município.

Mulher presa

Na mesma operação, a Polícia Civil prendeu Waleska Uchôa Dutra, de 30 anos, investigada por um homicídio no dia 16 de novembro, em Jardim Carapina, no município.

Segundo a corporação, Waleska faz parte do tráfico de drogas de Chácara Parreiral e saiu recentemente do presídio.


Waleska Uchôa Dutra de 30 anos foi presa na Serra, ES — Foto: Polícia Civil/Divulgação


Foragido

Segundo a Polícia Civil, Robert Lino Dias, apontado por envolvimento nos dois crimes, continua foragido.

"Robert conta com o apoio de traficantes de Chácara Parreiral e dos morros de Vitória para retormar o controle do tráfico de Jardim Carapina. Atualmente, figura na lista dos 10 mais procurados do estado, é alvo prioritário da nossa delegacia", disse o delegado Rodrigo Sandi Mori.

Robert Dias Lino é suspeito de envolvimento em homicídio na Serra, ES — Foto: Polícia Civil/Divulgação


Fonte: G1

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.