Folha do ES
Qua, 30 de Nov

Home   Polícia     Brasil


Padrasto que espancou e quebrou costelas de menino junto com mãe é morto em SP

Padrasto que espancou e quebrou costelas de menino junto com mãe é morto em SP

Menino de quatro anos foi agredido em São Vicente, no litoral de São Paulo. Casal sumiu após o episódio.

  Por Redação - BLN

  05.outubro.2022 às 15:32Atualizado em 05.outubro.2022 às 15:46

O corpo do padrasto do menino de 4 anos, que foi espancado pela mãe e pelo companheiro dela, foi encontrado em São Vicente, no litoral de São Paulo. A Polícia Civil confirmou nesta quarta-feira (5) que o homem foi baleado várias vezes e morto. Os agentes tentam localizar ainda a mãe do garoto.

O menino foi agredido no fim de setembro e teve oito costelas e um braço fraturados. Ao G1, a mãe justifica que bateu no garoto por ele estar fazendo 'muita bagunça' dentro de casa.

O corpo do padrasto da criança foi encontrado nesta quarta-feira com marcas de tiros na região do tórax, no olho direito e nas mãos, o que fez a polícia concluir que o homem foi assassinado.

O menino de quatro anos saiu da UTI pediátrica da Santa de Casa de Santos nesta terça-feira (4) e segue internado na enfermaria, ainda sem previsão de alta. O hospital afirma que não tem autorização para dar mais informações sobre o caso.

O caso

Segundo apurado pelo G1, o pai do menino cuidava dele e dos outros dois filhos, mas recentemente perdeu a esposa para o câncer. Por conta disso, a mãe das crianças disse a ele que ficaria com os filhos para ajudá-lo a passar por esse momento.

No dia 28 de setembro, o menino de quatro anos teria sido agredido pela mãe e pelo padrasto.

Após o episódio, o padrasto levou a criança para a casa dos pais dele, que levaram o menino para o hospital. "A mãe do padrasto falou que o filho dela tinha aparecido na casa da família, com o menino enrolado em um lençol e disse que ele [o menino] estava muito mal", explicou a conselheira tutelar Valdelice Alves, em entrevista ao G1. O menino teve oito costelas e um braço fraturados.

Ela, que acompanha o caso, diz que o menino foi reanimado no hospital e contou o que aconteceu para as enfermeiras. "Ele contou que a mãe bateu nele e depois colocou ele no banho gelado. O menino chegou no hospital com hipotermia, por isso foi preciso essa reanimação", explicou a conselheira.

A conselheira tutelar disse que, diante da reação positiva da criança ao ver o pai no hospital, foi tomada a decisão de deixar o menino com ele. Ela disse ainda que o Ministério Público foi informado do caso.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que a delegada da Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher de São Vicente não irá falar sobre o caso por se tratar de ocorrência envolvendo um menor de idade.

Segundo a Polícia Civil, o corpo dele foi encontrado na rodovia Padre Manoel da Nóbrega, no bairro Parque das Bandeiras. Ele estava usando um casaco cinza, uma blusa preta e uma bermuda estampada azul. A polícia identificou ele apenas como Julian.

A morte é investigada pela Delegacia de Investigações Gerais de Praia Grande. Como o caso envolve um menor de idade, a apuração está sob segredo de Justiça.

VEJA O VÍDEO DA CRIANÇA CAÍDA APÓS SER ESPANCADA POR MÃE E PADRASTO



Fonte: G1

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.