Folha do ES
Qui, 1 de Dez

Home     Judiciário


Até "bolsa de apostas" sobre distribuição de processos para 4ª Vara Criminal contra a FOLHA DO ES

Até "bolsa de apostas" sobre distribuição de processos para 4ª Vara Criminal contra a FOLHA DO ES

Só o CNJ para auditar. Seria cômico se não fosse trágico. A FOLHA DO ES está no epicentro como vítima desse sistema viciado e escandaloso

  Por Jackson Rangel Vieira

  25.maio.2022 às 12:31Atualizado em 18.junho.2022 às 16:24

Desde o ano passado, 2021,, fontes já faziam apostas sobre onde cairiam os processos criminais contra o jornal. Prints de conversas no WhatsApp mostram a "bolsa de apostas" em tom de ridicularização, prevendo que os procedimentos contra a FOLHA seriam "distribuídos" para a 4ª vara criminal de Vitória, da juíza Gisele Souza de Oliveira.

A "bolsa de apostas" mostra o grau de descrédito no sistema de distribuição de processos da justiça estadual, por "sorteio" eletrônico.

Os processos criminais contra a FOLHA DO ES, por exemplo, e seus jornalistas, foram "distribuídos" para a 4ª Vara Criminal de Vitória com um objetivo: garantir a condenação dos alvos. Os processos do MP pedem penas maiores do que crimes de latrocínio e homicídio contra profissionais de imprensa, o que é inédito no Espírito Santo e no país.

Essa ausência de razoabilidade e de bom senso evidencia ainda mais o contexto de LawFare contra a FOLHA. O Estado Policial subverteu o Estado de Direito, pois controla a acusação e o julgamento dos alvos, usando a fraude à distribuição de processos para isso.

Não à toa, violando as regras estatísticas e matemáticas, todas as operações caem via de regra nas mãos da Juíza Gisele Souza de Oliveira, da 4ª Vara Criminal. A 10ª Vara é o sobressalente do esquema. Nesse esquema, o fascismo se instala disfarçado de falsa legalidade.

Isso porque o devido processo legal é uma farsa, uma atuação teatral, com resultado condenatório certo. Por esse motivo, a situação se revela tão grave quanto a venda de sentenças: em ambas se busca controlar o veredicto final dos processos, com abuso de autoridade na aplicação das leis.

A 4ª Vara Criminal de Vitória vai dar ao jornal e a seus jornalistas o mesmo julgamento justo que as Filipinas e a Rússia dão aos jornalistas independentes, como ocorreu com os dois profissionais de imprensa desses países ganhadores do prêmio Nobel 2021.


Fonte: folhadoes.com

Comentários Facebook


Enquete


Você acredita que o Brasil será campeão do mundo no Catar?

  Votar   Ver resultado

Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.