Folha do ES
Sex, 1 de Jul

Home   Judiciário     Brasil


Justiça condena pastor que disse orar pela morte de Paulo Gustavo

Justiça condena pastor que disse orar pela morte de Paulo Gustavo

José Olimpio foi condenado a pagar 30 salários mínimos e prestar trabalho comunitário

  Por Redação

  28.abril.2022 às 10:37

Uma decisão do Tribunal de Justiça Alagoas (TJ-AL), condenou o pastor José Olimpio pelo crime de homofobia. O pastor que é braço direito do presidente da Assembleia de Deus de Alagoas, Orisvaldo Nunes, disse que estava orando pela morte do ator Paulo Gustavo, quando esse estava internado por complicações da Covid-19.

Como pena, o pastor terá que pagar 30 salários minimos e prestará serviço comunitário durante seis horas por semana. O dinheiro da indenização será direcionado a uma ONG que atua em defesa de pautas da comunidade LBGTQIA+.

Leia um trecho do comunicado publicado pela justiça de Alagoas:

“O pastor José Olímpio prestará serviço à comunidade pelo tempo da pena, durante seis horas semanais e pagará 30 salários-mínimos, que serão revertidos para grupo ou organização não governamental de Alagoas com atuação em favor da comunidade LBGTQIA+”, explicou o comunicado oficial.


Fonte: folhadoes.com

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.