Folha do ES
Qui, 8 de Dez
32 ANOS DA FOLHA DO ES

Home   Geral     Brasil


Morre pai de vítima da Covid-19 que viralizou ao recolocar cruzes em protesto em Copacabana

Morre pai de vítima da Covid-19 que viralizou ao recolocar cruzes em protesto em Copacabana

Márcio Antônio Nascimento Silva tinha 58 anos e estava internado com problemas cardíacos.

  Por Redação - BLN

  05.outubro.2022 às 15:51Atualizado em 05.outubro.2022 às 16:02

O taxista que viralizou nas redes sociais durante a pandemia da Covid-19 ao recolocar cruzes que haviam sido derrubadas na praia de Copacabana e se tornou uma espécie de símbolo na luta contra a doença foi sepultado na última terça-feira (4) no Cemitério de São João Batista, em Botafogo, área nobre da Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro.

Márcio Antônio Nascimento Silva tinha 58 anos e estava internado com problemas cardíacos e não resistiu. Ele foi um dos convidados para depor na CPI da Covid-19, no Senado Federal. Logo no começo da pandemia, o taxista perdeu o filho, Hugo Dutra do Nascimento, em decorrência de complicações do coronavírus. Hugo era um jovem saudável, que não pertencia a nenhum grupo de risco.

Dois meses depois, a ONG Rio de Paz decidiu fazer um protesto nas areias da praia de Copacabana e abriu 100 covas com cruzes para homenagear as vítimas e pedir ações dos governos contra a pandemia. Na época o país tinha aproximadamente 100 mil mortes.

Durante o ato, um homem começou a derrubar as cruzes. O taxista ficou indignado e fincou novamente as cruzes do protesto.


Márcio Antônio Nascimento Silva recoloca cruzes postadas na praia de Copacabana como protesto pelas vítimas de Covid-19


Fonte: Jovem Pan

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.