Folha do ES
Sex, 12 de Ago
32 ANOS DA FOLHA DO ES

Home   Estilo     Entretenimento


Leandro Lima diz que improvisou fetiche em cenas de Levi com Bruaca

Leandro Lima diz que improvisou fetiche em cenas de Levi com Bruaca

Intérprete de Levi deu detalhes da produção de 'Pantanal' e contou que quase foi mordido por onça

  Por Redação

  23.junho.2022 às 08:22

Leandro Lima, que se despediu de "Pantanal" após a morte do personagem dele, Levi, conta que as melhores cenas que fez na novela foi ao lado de Isabel Teixeira, que interpreta Maria Bruaca. Em entrevista ao iG Gente, o ator entrega que improvisou a maioria das cenas quentes ao lado da atriz.

O ator conta que se divertiu com Isabel Teixeira e se sentiu livre no set para criar a relação do peão com a esposa de Tenório (Murilo Benício). "Tinha uma troca de sedução maior, a gente inventava muita coisa, a Bel tinha aquela loucura que eu tenho, a diretora amava, a gente inventou muita coisa na hora, sem prejudicar o escrito no roteiro", relembra.

Leandro revela que a cena em que Levi lambe os pés de Maria Bruaca foi pensada na hora no set e que a gravação foi repleta de crises de riso na produção. "As cenas surgiram na hora, eu pensei assim: 'E se ele tivesse fetiche do pé?'. Ela surgiu quando eu comecei a beijar o pescoço dela e falo que ela é casada, mas não capada, frase que também foi improviso. Fui brincando com a Bel, fui descendo até chegar no pé dela e agarrar. A diretora gostou disso e pediu para repetir, já que o pé da Isabel é muito bonito", comenta, rindo.

Ele lamenta que não teve mais chances de fazer mais cenas ao lado de Isabel, mas elogia o resultado do trabalho com a atriz, que agora se envolveu com o personagem de Juliano Cazarré. "As cenas do Levi e da Maria Bruaca chegaram em um ambiente muito interessante, que era um sonho meu, uma cena com tensão de perigo, sexual e comédia ao mesmo tempo. Acho que nesse trabalho chegamos nesse lugar e era um sonho de ter os três elementos em uma cena só", elogia.

Leandro diz que as cenas com Isabel foram elogiadas pelo elenco de "Pantanal". O ator afirma que Juliana Paes, que interpretou Maria Marruá, celebrou a cena de amor dos personagens em um grupo de mensagens do elenco.

"Foi demais, eu não falei nada disso, mas foi legal que até a Juliana Paes comentou no nosso grupo, falou que não conseguia respirar, quando ela falou isso eu não acreditei, era tudo o que eu queria ouvir de alguém, principalmente de uma atriz como a Juliana", comenta.

Das cenas com Bella Campos, que interpreta Muda na novela, ele explica que era algo bem mais técnico, devido à violência das cenas e a tensão entre os personagens. "No caso da Bella, tinha a violência, agarrar, a surpresa, a gente tinha que ter um certo cuidado técnico para não se machucar e tal. A troca era diferente, séria", afirma.

Para Leandro, o bom do personagem é que o ator teve oportunidade de atuar de diversas formas e sente que o personagem não conseguiria se redimir caso sobrevivesse ao ataque das piranhas após a perseguição de barco com Tibério (Guito). Ele conta que criou esse passado conturbado que, para ele, o personagem precisaria de terapia. "As pessoas podem mudar sim, mas no caso do Levi, a probabilidade era muito pequena, se você analisar os recursos que ele teria na trama, todo o contexto. Acho que para o caso dele, a redenção seria um caminho longo, passaria o tamanho da novela", brinca.

Apesar dele não se redimir, Leandro diz que a despedida do personagem foi dolorida por ter se apaixonado pela atuação do peão na novela. "Todo esse tempo que passei com o Levi ao meu lado foi pouco, mas no roteiro, acho que faz sentido. Poderia ser um pouco mais, mas estava bem escrito para isso. O fim dele foi justo, há outras histórias para seguir na novela e tudo bem", pontua.

Personagem problemático, mas com uma dose de humor, Leandro afirma que condena a maioria das atitudes de Levi, como o lado tóxico que ele tem nas relações com Muda e Maria Bruaca. "Isso dele ser obsessivo pela Muda, ser desleal com os colegas, ele também não dava oportunidade de receber um carinho, sempre teve a postura de tirano", comenta.

Nos pontos em que Leandro admira Levi, o ator diz que a atitude destemida é positiva. "Eu tenho coragem, porque tenho consciência do perigo, mas eu olhava o Levi e pensava que queria ser destemido assim, sair sem olhar nada e seguir em frente, acho que é uma coisa que admirava de certa forma", pontua.


Fonte: IG Nacional

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.