Folha do ES
Qua, 6 de Jul

Home   Estilo     Entretenimento


Estadunidenses buscam mais plástica para ter "bumbum brasileiro"

Estadunidenses buscam mais plástica para ter "bumbum brasileiro"

A cirurgia de lifting na região dos glúteos foi realizada mais de 61 mil vezes só em 2021, aponta levantamento

  Por Redação

  17.maio.2022 às 16:24

Influenciadas pelo "padrão Kardashian", cada vez mais mulheres norte-americanas têm buscado pela cirurgia de lifting no bumbum. Conhecido como "levantamento de bumbum brasileiro", o procedimento consiste na retirada da gordura localizada de alguma área do corpo, geralmente da barriga, que é colocada nas nádegas. Segundo um levantamento da Aesthetic Society, organização de cirurgiões plásticos, foram realizados 61.387 procedimentos só em 2021 nos Estados Unidos.

A relação com o Brasil é feita devido ao esteriótipo em relação ao corpo das mulheres brasileiras, que seriam de bumbuns grandes e empinados. A cirurgia começou a ganhar força na cidade de Miami, Florida. Ao The New York Times, o médico cirurgião Michael Salzhauer afirma que movimentos de exaltação de corpos latinos e negros também influenciaram no aumento das buscas pelo procedimento.

“A tendência nos Estados Unidos começou em Miami, sem dúvida, e depois se espalhou para outras partes do país. Acho que o motivo é por causa da influência da cultura sul-americana. É chamado de ‘levantamento de bunda brasileiro’, mas não porque foi necessariamente inventado no país, e sim porque você pensa em mulheres brasileiras com bundas empinadas e maiores”, afirma o médico.

Apesar dessa moda estar ganhando cada vez mais força e ser um procedimento relativamente barato nos Estados Unidos, os especialistas chamam a atenção para os riscos e o alto índice de morte provocados pela plástica. Um dos problemas que podem surgir após a cirurgia é a migração da gordura enxertada no bumbum para o coração ou os músculos. Além disso, o pós-operatório é considerado tão complicado quanto qualquer outra cirurgia, já que estar em anestesia é um risco.


Fonte: IG Nacional

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.