Folha do ES
Seg, 22 de Out
CIAC

Home   Estilo     Comportamento


Entenda o que é a depressão pós-sexo

Entenda o que é a depressão  pós-sexo

A tristeza que toma algumas pessoas após o orgasmo

  Por Redaçao

  06.agosto.2018 às 16:10Atualizado em 06.agosto.2018 às 16:24

As relações sexuais são seguidas, em geral, por uma sensação de relaxamento e bem-estar. Mas, para muitas pessoas, nem sempre é assim.

Há quem seja tomado por um sentimento de tristeza, vergonha e ansiedade, sem qualquer motivo aparente, após atingir o orgasmo.

É a chamada disforia pós-sexo, também conhecida como tristeza ou depressão pós-sexo.

Sem distinção de gênero

Até hoje, a maioria dos estudos sobre disforia pós-sexo era focada no sexo feminino.

Pesquisas mostram que entre 33% e 46% das mulheres já passaram por isso pelo menos uma vez na vida, enquanto um percentual de 5% a 10% afirma ter apresentado os sintomas várias vezes durante o último mês.

Na verdade, existia uma crença de que a condição acometia apenas mulheres. Mas um estudo recente revelou que os homens também sofrem com os mesmos sintomas.

Por que isso acontece?

Especialistas afirmam que há diversas causas, como também pode ser uma combinação de fatores.

A disforia pode estar relacionada a um processo hormonal na amígdala neural, estrutura do cérebro responsável por regular nossos sentimentos e emoções.

"Durante a relação sexual, a amígdala pode reduzir sua atividade e, depois do ato, é ativada novamente", diz à BBC News Mundo, o serviço em espanhol da BBC, o médico Fernando Rosero, especialista em saúde sexual.

Mas o transtorno também pode estar ligado ao estresse psicológico, outras disfunções sexuais ou fatores culturais.

Seja qual for o caso, os especialistas recomendam que, ao apresentar qualquer sintoma, as pessoas procurem um médico, porque há diferentes tratamentos para a disforia pós-sexo.


Fonte: BBC Brasil

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2018 Folha do ES. Todos os direitos reservados.