Folha do ES
Qua, 7 de Dez
32 ANOS DA FOLHA DO ES

.Home     Colunistas     Rhubria Viana da Silva

Quais as vantagens de registrar seu imóvel?


Rhubria Viana da Silva

Rhubria Viana da Silva

Advogada, especialista em Direito de Família e Regularização Imobiliária.

Ver todos os artigos

  20.outubro.2021

Possuir um imóvel próprio é o grande sonho da maioria dos brasileiros. A felicidade de chamar de “seu” o imóvel ou área de terra com “papel passado e tudo” é para muitos a realização de uma vida. Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional em pesquisa publicada no ano de 2019, estima-se que o Brasil possui cerca de 60 milhões de casas, sendo 30 milhões irregulares.

Essas irregularidades vão desde favelas a condomínios de luxo, e os motivos são diversos como, por exemplo, falta de adequação aos requisitos exigidos para a regularização, ou a desaprovação técnica profissional. Há também a grande problemática dos loteamentos irregulares e o crescimento desenfreado da população nos grandes centros. Atrelado a isso estão às aquisições informais, os chamados “recibos ou contratos de gaveta”.

Um cenário caótico oriundo de tempos passados, na verdade, desde o descobrimento e colonização do Brasil. A legislação aplicada por Portugal, e a divisão do solo em Capitanias ou Sesmarias não atendeu aos anseios do novo país, uma vez que o Brasil possuía uma dimensão territorial e peculiaridades muito diferentes do que a Coroa Portuguesa estava acostumada.

A concessão das Cartas de Sesmarias não garantia a propriedade das terras, mas apenas o direito de usufruir o solo com pagamento de tributos a coroa, hoje os impostos atribuídos pelo governo. Aprender a história é fundamental para compreender a atual situação de distribuição do território e a cultura da informalidade das negociações imobiliárias.

Para Jocsã Araújo Moura, Oficial de Registro de Imóveis da Comarca de IúnaES, um fator motivador para se ter um imóvel regularizado é a sua inclusão no mercado formal imobiliário e a obtenção de crédito perante instituições financeiras. O que antes era capital morto passa a ser um ativo de investimento com ampla aceitação no mercado financeiro oferecendo taxas de juros bem menores.

Estima-se que, enquanto os juros do cheque especial superam os 130%/ano, do cartão de crédito, 300%/ano, e os empréstimos pessoais permeiam a casa dos 20% a 30% ao ano, as taxas dos juros de financiamentos imobiliários, em sua maioria, não ultrapassam os 6%/ano. Quando se coloca o imóvel em garantia para ter um empréstimo pessoal (home equity), em boa parte dos bancos e instituições de crédito, os juros não ultrapassam 1% ao mês.

Sem deixar de mencionar a facilitação nas negociações imobiliárias, com extensão de prazos de financiamentos, além da valorização do imóvel em 30% (trinta por cento) ou mais.

A Lei nº 13.465 em vigor desde 2017 que prevê a Regularização Fundiária – REURB, propõe além dos benefícios ao proprietário do imóvel, uma melhora no contexto social, pois, direciona uma efetiva arrecadação de tributos municipais, e consequentemente promove o desenvolvimento de bairros, cidades, transformando toda a realidade local.

O Governo do Estado do Espírito Santo ganhou destaque esse ano, ao anunciar a expansão do Programa Morar Legal. O programa faz parte das políticas públicas de desenvolvimento regional, que vai garantir a regularização e a entrega de títulos aos beneficiários do programa com imóveis até então irregulares.

Estão previstos investimentos na ordem de R$ 10,4 milhões, viabilizando a oferta de até 10.758 títulos de propriedade em 28 municípios capixabas até o final de 2022. Além de promover a capacitação de servidores das prefeituras para dar continuidade ao programa adequando a REURB (Lei nº 13.4652017) a realidade local.

Sem dúvida um grande avanço em busca da titularidade de direitos, desenvolvimento da economia, efetivação de políticas publicas e priorização aos direitos da dignidade da pessoa humana, uma vez que permite acesso amplo e desburocratizado ao cidadão que quer ter seu imóvel reconhecido.

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.