Folha do ES
Sex, 19 de Ago
Banner - A FOLHA JÁ SABIA

.Home     Colunistas     Leandro Chades Bettecher

Acabou


Leandro Chades Bettecher

Leandro Chades Bettecher

Leandro Chades Bettecher é cantor, violonista, poeta, romancista, jornalista e compositor. Formado em Letras Literatura e um dos lideres da banda Maloca dos Braga.

Ver todos os artigos

  03.agosto.2022

Não é fácil conviver com outra pessoa, os problemas surgem e podem nunca mais desaparecerem, eu que o diga. Um relacionamento onde as brigas duram mais tempo que a paz não pode dar certo. É complicado demais sabe, estou cansado de viver em conflito dentro de uma casa, onde a pessoa só reclama o tempo todo, tudo tem que ser do jeito dela, mesmo que esteja errado. Isso é inadmissível, o errado é errado não importa se você o faça e esteja acostumado a fazer assim.

Tenho certeza que vivemos bons momentos, mas isso não acontece faz tempo. Hoje é só reclamação e mais reclamação, e quando parece que o dia está caminhando para ser legal. Pronto começa toda sua negatividade, e acaba tudo que tinha de bom.

Ela termina comigo, aí se arrumo outra mulher ela reclama que eu não poderia ter arrumado outra. Mas fala que vai perdoar, depois joga na minha cara todos os dias, que eu não poderia ter ficado com outra em tão pouco tempo. Enfim dessa vez quem não quer mais sou eu, cansei dessa palhaçada, de viver com uma pessoa que só pensa em brigar.

Outro dia em uma festa eu estava com vontade de dançar e já tinha falado com ela, mas ela brigou comigo por nada e não quis dançar. Daí simplesmente dancei com outras mulheres, pois adoro dançar forró. De repente senti um puxão de cabelo e alguns socos, era ela me agredindo no meio da festa. Que situação constrangedora, não fiz nada só saí de perto. Nós estávamos bêbados, e sim o álcool deixa ela mais agressiva ainda. Mas tenho certeza que se eu fosse o agressor além de ir preso eu ainda iria apanhar lá mesmo dos homens. As mulheres nem sempre são santas. Entretanto, os homens sempre são mais covardes, não se pode negar. Por isso estou escrevendo.

O engraçado é que quando ela percebeu que tinha me perdido para outra, ligou chorando me pedindo para voltar. Como fui idiota em fazer isso, voltei, pois realmente achava que amava ela ainda, e depois de quase três meses percebi que sou capaz de amar outras pessoas. E esse amor que sentia por ela, se definha a cada dia, a cada vez que ela me ofende com palavras ou simplesmente reclama de tudo. E o principal, ela acha que está me punindo não me dando amor e carinho se é que vocês me entendem.

Eu sei que ela é uma pessoa doente, e sim vou sair antes que eu também fique doente.

Comentários Facebook


As Mais Lidas


Enquete


Nos dias de hoje, quem deve paga a conta de um jantar de encontro?

  Votar   Ver resultado

Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.