Folha do ES
Seg, 15 de Out

.Home     Colunistas    

Ao eleitor mineiro


  07.agosto.2018

Dilma lidera para o Senado, seguida de Aécio Neves. Bem, independente de inclinação partidária, votar em Dilma é não ter responsabilidade com o seu Estado. O eleitor deveria ser imparcial e escolher quem tem ficha limpa e capacidade para representar Minas Gerais, no Parlamento, coisas que faltaram a Dilma Rousseff, que teve o mandato cassado por improbidade administrativa – pedaladas - e afundou o país com a sua incompetência, deixando o Brasil à beira da bancarrota, com mais de 13 milhões de desempregados e endividados, inflação alta, empresas quebradas, descredito da comunidade financeira internacional e com muita culpa na gestão fraudulenta da Petrobras, que deu grande prejuízo à empresa e seus acionistas.

Dilma e Aécio são políticos que os eleitores mineiros deveriam rejeitá-los. O país preciso de novos políticos para seguir novos rumos.

Aliás, Dilma jamais foi política. Ela teve o seu período de rebeldia subversiva comunista, mas tudo próprio de arrobos da juventude, que acha que pode resolver os problemas do mundo. Dilma nunca havia exercido um mandato político antes de Lula ter lhe estendido a mão, e deu no que deu. Lula certamente hoje deve ter muito arrependimento.

Dilma é muita esperta para tirar vantagem da coisa pública, pois sempre esteve mamando nas testas do Erário, exercendo cargos, sem concurso público, na administração pública estadual/RS e federal.

Mas a decisão é do eleitor mineiro de escolher quem ele bem quiser. Só que o eleitor deveria escolher para o Senado alguém que tenha competência, ficha limpa e que não tenha sido alvo de cassação de mandato, como foi o caso de Dilma Rousseff.

Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2018 Folha do ES. Todos os direitos reservados.