Folha do ES
Qua, 5 de Out
Nova logo da LEIA Pesquisa

.Home     Colunistas     José Roberto Padilha

Senhor Juiz, por favor, pare agora!


José Roberto Padilha

José Roberto Padilha

José Roberto Padilha, jornalista, cronista, escritor, técnico de futebol e ex-jogador de futebol profissional, com passagens pelo Fluminense, Flamengo e Santa Cruz de Recife.

Ver todos os artigos

  15.agosto.2022

E ontem, diante o pífio desempenho do Atlético-PR, algo que vem acontecendo nos últimos clubes que Felipão dirigiu, deu vontade de entoá-lo.

Pedir ao Wilton Pereira Sampaio, juiz da partida, que parasse o jogo. E todos nós, torcida do Flamengo, então, agradecida, no conjunto de sua obra, reconhecida, faríamos com o Maracanã lotado a despedida de Luiz Felipe Scolari.

Suas glórias vão dando lugar a sua inglória insistência em permanecer em cena diante de seguidos fracassos.Todos nós temos nosso prazo de validade. Como uma pomada Hiplogós. Mas quando estamos assando e ela não alivia, melhor buscar no passado lembranças gloriosas que passam.

Ontem, ficou provado que o seu prazo esgotou, porque um raio não cai no mesmo lugar duas vezes. No futebol, um gol de cabeça em bola parada é desatenção. Dois, falta de treinamento. No terceiro, é falta de comando e de vergonha na cara de sua zaga.

Sir Alex Ferguson, uma lenda, dirigiu o Manchester Unidet durante 27 anos. Foi bem longe, conquistou muitos títulos, mas era o mesmo clube. Trocar de clube em meio a várias competições e algo para as novas geracões. Não para lendas.

Essas precisam ser preservadas. E parar. Como fez Sir Alex Ferguson. Ou deixarem de ser lendas para dar pena. É o que sentimos ontem, de você, Felipão. E quem nos conduziu a um penta merece admiração e respeito, não dó ou comiseração.

Comentários Facebook


Enquete


O que você espera do próximo Governo do Brasil?

  Votar   Ver resultado

Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.