Folha do ES
Qui, 16 de Ago

Home     Política


Telefônicas não aparecem para licitação e serão convocadas por CPI

Telefônicas não aparecem para licitação e serão convocadas por CPI

Pela quarta vez consecutiva as operadoras de telefonia celular e de internet 3G no Espírito Santo não compareceram ao processo de licitação convocado pelo Governo do Estado no Programa Campo Digital e, em função disso, o deputado Enivaldo dos Anjos (PSD) disse que vai reunir a CPI da Sonegação de Tributos, que ele preside, para convocar as empresas telefônicas para depor e se explicar sobre a omissão.

  Por Redação

  06.agosto.2018 às 17:53Atualizado em 06.agosto.2018 às 17:57

Pela quarta vez consecutiva as operadoras de telefonia celular e de internet 3G no Espírito Santo não compareceram ao processo de licitação convocado pelo Governo do Estado no Programa Campo Digital e, em função disso, o deputado Enivaldo dos Anjos (PSD) disse que vai reunir a CPI da Sonegação de Tributos, que ele preside, para convocar as empresas telefônicas para depor e se explicar sobre a omissão.

A Secretaria de Agricultura publicou, novamente, nesta segunda-feira (6), no Diário Oficial do Estado, o chamamento para instalação de telefonia móvel e internet 3G em 50 localidades de 32 municípios do Espírito Santo, depois que a convocação para o último dia 30 de julho resultou, mais uma vez, “deserta”. Será a quinta tentativa de instalar as torres no dia 11 de setembro.

“As empresas telefônicas são concessionárias do serviço público e precisam cumprir função social de servir à comunidade. Esta sempre foi uma cobrança que eu fiz em defesa do homem do interior, que também quer estar integrado à globalização. Antigamente, o que faltava era telefone fixo, hoje o que se busca é acesso imediato à internet para informação em tempo real. Agora, vamos vigiar para que as empresas de telefonia celular não se furtem de prestar este serviço, como fizeram das outras vezes”, disse Enivaldo.

O deputado enfatizou que o acesso à rede mundial de computadores hoje é fundamental para o produtor rural, seja na busca de informações e atualização tecnológica, seja para estabelecer relações de negócio de compra e venda.

”O Censo Agropecuário divulgado em 2017 mostrou que o acesso à internet no campo cresceu 1790% em relação ao último levantamento de 2006, em todo o Brasil, mas isso ainda está muito distante dos países mais modernos. Mais de 70% de nossos proprietários rurais ainda estão desconectados da internet e aqui no Espírito Santo estamos trabalhando para diminuir essa desigualdade”, enfatizou Enivaldo dos Anjos.

Da região Noroeste estão contempladas para instalar as antenas, nesse chamamento não atendido, ainda, pelas operadoras, as localidades de Águas Claras e São Pedro – Barra do Jabuticaba (Águia Branca), Santo Antônio e Cachoeirinha de Itapunas (Barra de São Francisco), Prata dos Baianos, Cotaxé e Santa Terezinha (Ecoporanga), São José (Mantenópolis), Água Limpa e Cristalina (Nova Venécia), Todos os Santos (Vila Pavão) e Governador Lacerda de Aguiar (Água Doce do Norte).


Fonte: folhadoes.com

Comentários Facebook




Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2018 Folha do ES. Todos os direitos reservados.