Folha do ES
Dom, 22 de Jul
Transparência Vargem Alta

Home     Judiciário


Máfia das farmácias de Cachoeiro-ES continua na mira do MP do ES

Máfia das farmácias de Cachoeiro-ES continua na mira do MP do ES

Segunda fase da Operação Panaceia, nesta quarta, 4, terá novos desdobramentos, diz Promotoria

  Por Ailton Weller

  05.julho.2018 às 11:05Atualizado em 05.julho.2018 às 11:06

Venda de medicamentos controlados (trajas pretas) sem receita médica, medicamentos proveniente de desvios ou roubos e sonegação fiscal que passa dos R$ 100 milhões.

Essas são as principais causas da deflagração da segunda fase da Operação Panaceia, em Cachoeiro-ES. Novas investidas, garante o Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), serão feitas nos próximos dias.

Na ação dessa quarta, 4, foram presos o vereador cachoeirense Dario Silveira Filho (PSDB), conhecido como "Darinho da Saúde", acusado de vazar informações sobre a primeira fase, e um funcionário de uma farmácia.

Entenda o caso

A Operação Panaceia foi deflagrada após prévia investigação, cujas diligências - em um primeiro momento - indicam que empresários de distribuidoras de remédio e de farmácias, bem como pessoas que faziam a distribuição e venda de medicamentos sem emissão de notas fiscais, ou emitindo notas com conteúdo inidôneo, estavam fraudando o Fisco Estadual e possibilitando a venda indiscriminada de medicamentos de uso controlado sem a retenção do receituário médico.


Fonte: Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES),

Comentários Facebook




Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2018 Folha do ES. Todos os direitos reservados.